Quando a liderança incorpora a segurança.

Quando a liderança incorpora a segurança.

Por Roland Robert Colombari
Por que os acidentes de trabalho continuam ocorrendo na sua empresa, mesmo com a implementação de boas práticas de segurança?
As metodologias e normas são ineficientes?
“Não. As metodologias e normas são excelentes, muito bem definidas, só que por mais que você invista na implementação de boas práticas de segurança, se a liderança da empresa não estiver de fato comprometida com a sua implementação, estas práticas estarão fadadas ao fracasso”, defende o professor e engenheiro de Segurança do Trabalho Roland Robert Colombari.
Em mais de 20 anos de experiência na implementação de sistemas de gestão, em empresas no Brasil e no exterior, Roland vivenciou casos que exemplificam esta realidade.
“Em empresas comprometidas, o que vemos é o líder como um exemplo a ser seguido pelos colaboradores. Por exemplo, ele é o primeiro a seguir as instruções da brigada de incêndio em um simulado de abandono de área, às vezes, ele é um dos brigadistas. Já nas empresas que não há uma liderança comprometida, quando toca o alarme, o que vemos muitas vezes é a liderança não deixar sua área. No primeiro simulado, a liderança até exige que os colaboradores sigam as instruções da brigada de incêndio. No segundo simulado, este mesmo líder não faz muito esforço para que os colaboradores sigam as instruções. O final da história, é que no terceiro ou quarto simulado, este líder reclama porque o alarme está tocando”, explica Roland.
Então, o que realmente faz a diferença?
Valor.
A segurança dever ser tratada como um valor fundamental de uma empresa. Ela não deve estar apenas estampada no quadro “Valores da Empresa”. A segurança deve ser incorporada nas ações diárias da liderança.
“Desenvolver ações de conscientização da liderança”, que passam pela questão dos custos decorrentes de um acidente de trabalho, inclusive os não mensuráveis (imagem da empresa no mercado) e por despertar a motivação da liderança, fazendo-a conhecer cases de sucesso (benchmarking)”, ensina o prof. Roland Colombari.

Sobre o autor:

Roland Robert Colombari

Engenheiro mecânico e de segurança do trabalho e professor das disciplinas de Qualidade, Engenharia de Segurança do Trabalho, Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações em cursos de graduação e pós-graduação em engenharia.

Contato

Endereço

  • R Tranquilo Prósperi, 260 - Campinas/SP

Política de Privacidade


Desenvolvido por Agência BMC
Abrir Chat
Mais informações