Dicas para contratar um treinamento para seus colaboradores.

Dicas para contratar um treinamento para seus colaboradores.

Por Roland Robert Colombari
Quem tem a missão de buscar a melhor formação para seu time de colaboradores sabe que muitas vezes não é uma tarefa das mais tranquilas.
É preciso conciliar agenda, custo e garimpar no mercado os cursos que de fato aprimoram as habilidades profissionais e não que ofereçam metodologias superficiais.
Para ajudar você nessa tarefa, listamos abaixo algumas dicas de como ter êxito nesta empreitada.

1) Objetivo do treinamento:

Defina quais habilidades são mais pertinentes para atender às necessidades atuais e futuras da sua empresa, qual é o retorno para o negócio.

2) Quem precisa ser treinado:

Seria muito bom poder implantar um amplo programa de treinamento na empresa para todos os colaboradores, mas além de demandar custo e tempo, pode não trazer resultados rápidos para o negócio. Por isso, é essencial que se identifique quais profissionais devem receber capacitação em curto prazo.

2) Treine aos poucos:

Se você precisa treinar todo um departamento, selecione um grupo de colaboradores para dar início ao processo de capacitação. Assim, você poderá controlar melhor os resultados e se houver falhas no plano de treinamento, fica mais fácil de fazer os ajustes necessários.

4) Quem devo contratar:

Você pode contratar uma empresa ou um profissional autônomo para desenvolver o programa de treinamento em sua organização. O importante é pesquisar, sobre a capacidade técnica (total domínio do assunto que será abordado) da empresa ou do profissional. Procure por recomendações e depoimentos de pessoas que já fizeram o treinamento.

5) Metodologia:

Como mencionado no início deste texto, evite metodologias ou apresentações vazias, superficiais. O modelo de treinamento deve preparar a pessoa para lidar com todas as condições envolvidas em uma atividade. Por exemplo, para a operação de equipamentos, o ideal é que o método seja mesclado, dando preferência a atividades práticas, conceitos teóricos, estudos de casos, que tornam o treinamento dinâmico e interativo.

6) Resultado:

Após a realização da capacitação com as primeiras turmas, avalie a eficácia do treinamento em atender aos objetivos traçados inicialmente, por meio de provas ou entrevistas com os colaboradores treinados.

7) Reciclagem:

Um ponto importante a ser lembrado é da necessidade de reciclagem do conhecimento adquirido pelos colaboradores. De tempos em tempos é preciso rever alguns conceitos ou práticas, pois as inovações em qualquer área são constantes.

Sobre o autor:

Roland Robert Colombari

Engenheiro mecânico e de segurança do trabalho e professor das disciplinas de Qualidade, Engenharia de Segurança do Trabalho, Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações em cursos de graduação e pós-graduação em engenharia.

Contato

Endereço

  • R Tranquilo Prósperi, 260 - Campinas/SP

Política de Privacidade


Desenvolvido por Agência BMC
Abrir Chat
Mais informações